segunda-feira, 24 de setembro de 2012


Conferes a publicação de meu livro ...
Indiques a seus amigos,
Adquiras para conhecer meu trabalho, obrigada,
Bjos alma e flores.


www.agbook.com.br/book/130547--Poemas_E_SonhosM

Curtas  a pagina do livro no face.
http://www.facebook.com/PoemasESonhosJuntandoPedacosDoTempo



UMA HISTÓRIA DE VIDA.


sábado, 25 de agosto de 2012

QUATRO PATAS.


Quatro patas
Marcadas para sempre
Em meu coração
Minhas mãos são poucas
Para colher tal amor.
Meus passos 
Não são nada 
Diante da corrida
Da luz,
Meu caminho
É pouco
Diante do 
Amor animal.
Meu inconsciente vive
Porque eu aprendi
Com eles o amor real,
Tudo que tenho
É a felicidade 
de amar esses animais
Que são meu elo perdido
Na minha caminhada
Por esse infinito
Que trilho na vida.
Animais são a essência 
Que hoje trago dentro
De meu coração,
Animais, patas que
Regem o meu amor.



ZAURALEYNE . . . . .

terça-feira, 7 de agosto de 2012


Confere a publicação do meu livro...
Comentes se gostares, indiques se tiveres amigos e adquiras para conhecer meu trabalho, obrigada.
www.agbook.com.br/book/130547--Poemas_E_SonhosM

sábado, 4 de agosto de 2012

COM CERTEZA DE TEU AMOR




COM CERTEZA DE TEU AMOR.


Você diz que me ama 
Mas não me dá prova desse amor,
Você diz que me quer
Mas não vem me buscar,
Você diz que é louco por mim
Mas não faz nada para mudar nossa história.
Viajo em teus sonhos
E teus sentimentos embriagam minha alma
Fazendo com que 
Eu deposite nesse papel
Meu amor por você,
Porque você diz que me ama.
Se abrires de volta teus braços para mim
Com ceretza me receberás
Pois assim eu irei com a certeza
De que teu amor por mim é verdadeiro.




ZauraLeyne . . . . .

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

VOLTA PARA MINHA VIDA.



VoltaVolta
Vem ao meu encontro
Me dá teu pranto
Teu abraço,
Me dá tua boca
Num beijo louco.
Volta
Vem ver as flores lindas
Vida da minha vida
Ao meu lado 
Você será feliz.
Volta
Vem viver comigo
Sempre estarei contigo,


Enxugarei teu pranto
Sorrirei teu sorrisoSorrirei teu sorriso
E para sempre contigoE para sempre contigo
 Eu viverei feliz.








ZAURALEYNE . . . . .






ZZAAZA

quinta-feira, 14 de junho de 2012

LANÇAMENTO DO MEU LIVRO.


Oi amiguinho, confere a publicação do meu livro...
Compra tá?!
www.agbook.com.br/book/130547--Poemas_E_Sonhos

domingo, 10 de junho de 2012

ATREVIMENTO.



Atrevi-me a olhar para ti
Apesar das ondas bravias
Que com as pedras confundiam-se
Assim mesmo me prendi á ti.




Joguei contra as rochas
Sentimentos vadios
Beijos no cio
Olhares cortados.




A negra cor de teus olhos
Afundou-me como naufrago
Embarcação calhada
Que nem mesmo o vento consegue mover.




Beijos derramados
Cio concretizado
Sentimentos enchovalhados
Nas águas escuras do mar.








ZAURALEYNE . . . . .

quinta-feira, 7 de junho de 2012

RESPOSTA DA VIDA.


Ao entardecer
Estava eu
caminhando calmamente 
Pela areia da praia,
E meu coração sorriu.


Senti uma calma na alma
Um vento leve soprando
No rosto estampou a alegria
De ver-te ali tão lindo
Parado, 
Esperando por  mim.


Trazia nas mãos umas rosas
A cor nem lembro mais
Mas lembro o doce beijo
Que arrebatou meu coração
Enchendo-me de paixão.


Que entardecer maravilhoso, 
Encontrei no meu caminho
Uma resposta da vida aos meus sonhos
Encontrei o amor que tanto esperei
E hoje sei que para sempre te amarei.




ZAURALEYNE . . . . .

terça-feira, 5 de junho de 2012

TEU CARISMA.




O carisma desse amor
Me faz enlouquecer,
Eu dei a ti de presente
Meu coração em vida.




Sou cuidada e amada
Não tenho nenhuma saída
A não ser abrigar-me para sempre
No aconchego dos braços teus.




Como me é confortante
Saber desse teu amor
Que alimenta minha alma
E me faz gigante diante dos desejos teus.




Pra ser feliz esqueci o passado
Zerei a vida e me entreguei a ti
Pois me vi loucamente envolvida
Pelo suave carisma dos carinhos teus.








ZAURALEYNE . . . . .









VEJAS SÓ.


Enigmaticamente
Meu coração começou a bater
Descontroladamente,
Suor
Banhou meu corpo
Subitamente,
Meu olhar 
Se fixou em um horizonte
E vejas só
Esse horizonte
São os olhos teus.
Me senti ancorada
No Refugio dos teus braços
Embalada pelas ondas 
De teu amor
E salva pela 
Euforia de teus beijos.










ZAURALEYNE . . . . .

SEMENTES DE AMOR.



Sementes de amor 
Flutuam sobre as águas,
Mansas águas a invadir
Minha alma serena.




Sementes de amor
Penetram fundo meu ser
Banham de luz
Minha alma serena.




Sementes de amor
A tua espera meu bem
Com tanto calor penetrando
Minha alma serena.




Sementes de amor
Derramam carinhos em flor, 
Vagueiam nas mansas águas de
Minha alma serena.




Sementes de amor
Sempre a esperar por ti
Com infinda paixão queimando
Minha alma serena.








ZAURALEYNE . . . . .

segunda-feira, 28 de maio de 2012

SEM ENCANTO.


Estou sem rumo
Neste destino que sigo,
Meu encanto me deixou
Para sempre 
E hoje vivo de lembranças 
Que não voltam mais.


O que fazer então
A não ser deixar de sonhar
Pedir para não mais viver
Seguir em estradas nebulosas
Estradas sem fim
No esquecimento da alma.








ZAURALEYNE . . . . .

domingo, 27 de maio de 2012

PORQUE RAZÃO.

E porque razão 
Tudo que eu tinha para dizer

Ficou no passado.
E porque razão o que 
Eu encontrei nos teus olhos
Já não existe mais.
E porque a razão
De tudo que eu acreditei
Também já
Não existe mais.
E porque voando
Em tuas asas
Eu aprendi que o amor é o
Mais importante.
E porque razão
Isso tudo me deixa
Muito longe de ti.










ZAURALEYNE . . . . .

sábado, 26 de maio de 2012

É LINDO SENTIR NOSSO AMOR.

É lindo acordar e ver que
Estás comigo,
É lindo acordar e olhar
Nos teus olhos e ver neles
O meu abrigo.
É lindo acordar e tocar
Tua pele, beijar tua boca
Abraçar teu corpo
Juntinho ao meu.
É lindo acordar 
E ver que nosso caminho
É aquele que vamos seguir.
É lindo acordar 
Pegar em tua mão 
E sair por ai,
Cantando, sorrindo, 
Sem compromisso
Sabendo que é lindo
Porque existe amor entre nós.
É lindo,
É linda nossa ternura,
É lindo nosso carinho
É linda a simplicidade 
De nossos gestos,
Nosso amor gigante.
É lindo, maravilhoso
Andar ao teu lado
É lindo te amar
É lindo ser amada por ti.








ZAURALEYNE . . . . .

quinta-feira, 24 de maio de 2012

VOLTEI PARA MIM.


Eu sai por ai
Eu sai cantando
Eu sai chorando
Mas eu sai por ai.
Eu sai por ai a procura
Em cada canto
Em cada pedra procurei.
Sim eu sai por ai
Eu sai chorando,
Cantando e perguntando.
Perguntei as andorinhas
Que passavam
Perguntei as árvores 
Que tolhiam  seus galhos,
A todos eu perguntei por você.
E eu sai por ai, sai sim,
Porque não -
Eu sai porque eu precisava de você
Precisava encontrar você.
Eu sai, eu sai por ai,
Mas as ruas estavam desertas
Nada, nem o vento me dizia
Onde você estava, e eu sai por ai.
Puxa se você soubesse...
Eu sai por ai  vagando a esmo
Procurando você.
Eu sai por ai
Eu chamei você, chamei muito,
Nada, nem uma resposta.
As estrelas,
As estrelas do céu esconderam-se
Turvaram nos caminhos,
Esconderam-se
E eu chamei por você,
Mas na noite o calor que meu corpo sentia
Não era do seu abraço
Era um calor que me dizia que você não voltaria
E eu sai por ai caminhando em devaneios
Perguntando a todos por você e não o encontrei.
Eu sai por ai vagando, vagando...
Quando finalmente eu encontrei você
Eu desisti.
Desisti porque vi que não valia a pena
Que você não merecia o meu amor
E eu voltei
Eu voltei para mim
Porque afinal eu sou mais importante
Para mim do que para você 
E eu voltei,
Voltei para mim.








ZAURALEYNE . . . . .

terça-feira, 22 de maio de 2012

SANGUE DE AMOR.


Minha alma passou
Por uma prensa,
Está jorrando sangue
Sangue por todos os lados,
Sangue de sentimentos
Sangue de amor destruído
Sangue de traição,
Sangue de suspiros
Soltos no ar
Longe de tudo
Que eu tive contigo,
Sangue do que não
Tenho mais.








ZAURALEYNE . . . . .

ASAS DA VIDA.



Essa dor lasciva
É tristeza saliente
É alegria corrente
Nas asas da vida.


Por entre arvores e flores
Dessa vida
Minha alma encontrou
O veneno maldito da desesperança
Na curva da estrada mais longa
E perigosa que possa existir
A curva da desilusão.




Com certeza na vida
Teus pontos e virgulas
Contém uma interrogação,
Amizade ou amor.
Tens o poder de transformar
As pessoas em anjos
Anjos que amo para sempre,
Embarcarei nas asas do vento
E junto de ti eu chegarei.








ZAURALEYNE . . . . .







QUERIA TANTO.



Grande é o momento
Grande é a saudade,
Eu queria tanto sair
Abrir meus braços 
E encontrar você.




Eu queria tanto 
Poder saber 
Que está ali do lado
Nesse instante
A minha espera.


Eu queria tanto...




Ter o seu beijo
De você também
Ter seu canto
Fazer um momento
Nessa noite de lucidez.








ZAURA LEYNE . . . . . 

terça-feira, 15 de maio de 2012

DE AMOR E AMOR.

Quero a leveza do desabrochar de uma rosa
E a serenidade do amanhecer em teu olhar.
Meu sonho,
Queria tanto poder estar contigo.
Quantas vezes eu te implorei
Quantas vezes eu li nos teu olhos
E disse que queria viver a vida
Inteira contigo.
Quantas vezes e quantas vezes eu disse:
Não importa o que houve eu sempre 
Estarei contigo.
Quantas vezes,
Segue, segue teu caminho,
Não importa, 
Estarei aqui nesse abrigo
Poque sei que um dia
Tu retornarás ao caminho
E me encontrarás aqui.
S e estarei a tua espera,
Quem sabe...
Quem sabe estarei nas asas do vento
Que te trouxe de volta aqui.
Quem sabe,
Quem sabe estarei no perfume de uma flor,
Quem sabe.
Mas segue agora,
Vai, vai sejas feliz,
Descobre o mundo
O mundo que eu vejo nos teus olhos
Que eram meus,
Mas descobre.
Descobre o mundo que descobriste
Em meu olhos e que não vais 
Encontrar lá fora.
Vai,  ficarei em nosso abrigo,
Vai, não tenha medo estarei contigo.
Não importa,
Não importa onde fores estarei contigo.
Quando voltares não sei se me encontrarás
Nesse abrigo,
Mas estarei com certeza nas asas do vento
Que bate as vezes suave as vezes açoitando
Teu lindo rosto que tanto amei no passado
Amo no presente
E me perderei no futuro
De amor e amor.








ZAURALEYNE . . . . .




sábado, 12 de maio de 2012

MAGOAS.

Quero dissipar meus pensamentos
Voar ao alto, ficar no infinito
Quero estar entre a relva macia
E as frondosas árvores,
Quero esquecer até que vivo.


Aquecer meu coração com o sol
Pensar coisas maravilhosas
Sentir minha alma sem dor.


Em meus olhos não quero 
Sentir lágrimas
De meu rosto,
Tirar a expressão de dor
De meu corpo
Tirar o cansaço
Expulsar  de minha alma a tristeza.


Momentos trágicos de sofrimento
Marcaram meu caminho, me arrasaram
Enormes pés de ferro pisaram meus sentimentos.


Esquecida, sem calor e alegria
Meus dias cheios de melancolia,
Sorrisos tristes cheios de magoas
Pesam e aniquilam minha vida.








ZAURALEYNE . . . . .

CORAÇÃO APAIXONADO.

Em muitos momentos você some,
Te espero calmamente pois 
A cada instante te amo mais.
Te amo tanto que sempre guardo
O pranto para outro dia
Nesta ansiedade não percebo
A infelicidade.


Eu adoro você
Mas meus sentimentos
Não te levam a nada,
Mas meu coração é forte
E não teme,
Suporta a dor para não
Morrer de amor.                                                                
Um dia vamos nos encontrar,
Calmamente andaremos lado a lado
De mão dadas e corações apaixonados
Então sorriremos.


Há sinceridade neste amor
Há também carinhos e solidão
Há pranto guardado para não ser derramado
Há também um coração apaixonado.


Caminharemos um dia lado a lado
De mãos dadas, enamorados
Todo amor será exaltado
Em nossos corações apaixonados.








ZAURALEYNE . . . . .

domingo, 29 de abril de 2012

PURA BELEZA.



O voo livre
Dos passáros da noite,
Que se estende.
O canto
Triste das corujas
Que se escondem.
O aviso
Aguçado das gaivotas
Em vôos rasantes
Nas encostas das águas
Que debatem-se
Nos rochedos.
Tudo é um retrato
Da natureza dormente,
Desfiando a luz do luar
Radiante,
Que brinca
Ao suave balanço
Do vento.








ZAURALEYNE . . . . .

EM TEMPOS .





Em tempos vivi,
Em tempos esqueci,
Em tempos sobrevivi,
Em tempos renasci,
Em tempos me perdi,
Em tempos me encontrei,
Em tempos estou aqui.
Em tempos para dizer,
Em tempos ainda te amo,
Em tempos ainda estou aqui.




ZAURALEYNE . . . . .

sábado, 28 de abril de 2012

TUDO POR VOCÊ.


O vermelho do sol que se expõe 
Ao poente,
A luz da lua
Que inebria a alma,
O vento que toca
Levemente teus 
Lábios,
O amor que entra
Em teu coração,
A paixão que arrebenta
As rochas
Da alma,
Tudo por você
Que eu amo.





ZAURALEYNE . . . . .

HAVIA AINDA.

Havia um sol
No amor 
Da minha vida.
Hoje
Há uma lua
Querendo desvendar
Um futuro
Inóspido e cruel.
Agora
Há um luar
Clareando 
Nossos caminhos
Desvendando
As impurezas
Do destino.




ZAURALEYNE . . . . .

VIVI, SIM.



Tua presença me reporta
A idades que não tive,
Tempos
Que não vivi,
Lugares que reconheci
Deitada no regaço 
Da vida,
Que
Com certeza
Ao teu lado
Em algum tempo
Eu vivi.










ZAURALEYNE . . . . .

NÃO É NOSSO.



Que pena que o mundo
Não é meu nem teu,
Podíamos fazer uma orgia
Com as estrelas
E,
Escolher quem nós quisesse
Para crucificar
No cruzeiro do sul,
Como se fosse 
O fogo das bruxas do tempo da
Inquisição, 
Estaríamos
Vingados então.




ZAURALEYNE . . . . .

CAMINHOS TRAÇADOS.

Amanhece,
São caminhos traçados,
Passos dados e marcados,
Um mundo e nada a ser consolidado,
Muito do nada ou pouco do muito,
Angústias,
Mas sei que o dia é melhor,
Não quero que a noite chegue,
Eu quero a luz do dia menos suplicante que o
Terror da noite sufocante.
Onde andam tudo o que se pensou ser tão
Concreto,
Onde tudo está nada resta,
Porque eu não sei,
Nada importa agora,
Tudo desabou.
Um dia pensei ter um mundo hoje não,
Agora neste momento e nos que seguirão o
Mundo desapareceu,
Nada significa nada,
Estou só sempre estive só,
Mas esta solidão agora me incomoda me
Machuca,
Tudo e nada restou
Nem sequer os lindos sonhos de um vestido
Cor de rosa que jamais será feito,
Jamais será usado.
Mas sonhos em certos momentos ajudam muito.








ZAURALEYNE . . . . .