quinta-feira, 11 de abril de 2013


http://www.facebook.com/rosaura.batista.9

http://www.facebook.com/PoemasESonhosJuntandoPedacosDoTempo

segunda-feira, 11 de março de 2013

domingo, 10 de março de 2013

TRISTEZA E ALEGRIA


SONHOS E ESTRELAS


SONHOS E ESTRELAS

Eu sonhei com As Estrelas
Com a Felicidade Radiante
Com a magia Flutuante
Com a eternidade da Vida.

Eu queria que teus sonhos
Fossem todos de cores vibrantes
Assim como são os meus sonhos
Todos ancorados no portal da felicidade.

Eu queria que teus sonhos
Fossem todos encontrados
Pela linda estrela da manhã
E elas teus sonhos realizariam.

Eu sonhei, sonhei muito,
Estrelas a carregar sonhos
Estrelas a entregar felicidades
Com eterna magia e amor.

Eu sonhei como sonhei,
Sonhei te entregar meu coração
Fazer de tua vida alegria
E para sempre te fazer feliz.

ZauraLeyne

APENAS UM VIRALATA


APENAS UM VIRALATA

Um cãozinho Vira lata, Pequenino
Encostado na Calçada, tão Magrinho
Tão triste e Cabisbaixo, Choroso até
Não entende seu 
próprio abandono.

Queria ter ele alguém que o amasse
Que o afagasse e brincasse com ele
Que lhe desse carinho e amor
Queria ter ele uma linda família.

Seus olhinhos quase sem esperanças,
Queria ele que alguém o encontrasse
E como filho esse alguém lhe tratasse
Ele daria todo o seu imenso amor.

Seu rabinho nem balançava mais,
Queria ele ter uma casinha
Abrigo para o sol quente e o frio,
Também água limpa e uma comidinha.

Aquele cãozinho tão triste
Queria fazer parte de uma família
E a esse alguém ele muito agradeceria
E por toda sua vida ele o protegeria.

Como ele queria ser adotado
Fazer parte de uma família
Pular e brincar com alguém
E esquecer seu triste abandono.

ZauraLeyne

O PODER DA MAGIA


VOCÊ É MEU MOTIVO


TU ÉS MEU PECADO


QUANDO CAI A CHUVA


QUANDO CAI A CHUVA

Cai a chuva
Recolhe-se a pomba Ao ninho
Mansamente,
Cobre o céu as nuvens Cinzas
Diluem suas lágrimas
Para regar o solo Amado.
Cai a Chuva
Os passaros acolhem-Se nos galhos
Das ramagens e árvores fortes
Ali acolhem-se em rica proteção.
Cai a chuva,
Lágrimas sagradas
Licor para a fertilização do solo
Regando fartamente as plantações.
Cai a chuva,
A pomba acolhe-se em seu ninho
Protege com o corpo seus filhotes
Dos pingos gelados da chuva mansa.
Cai a chuva
Renovação da terra,
Os pássaros gorgeiam alegremente
Agradecendo a chuva ao criador.

ZauraLeyne.



ALEGRIA DO AMOR


MEUS BRAÇOS COMO PRISÃO


MEUS BRAÇOS COMO PRISÃO

Queria fazer de minhas Mãos
Um cobertor ao beija Flor
Mas meus dedos o Aprisionariam,
Então de súbito o Soltei
Deixei ele voar como Sempre voou
Livres entre as Petúnias pelo campo.

Quis ser assim contigo
Fazer de meu corpo teu abrigo
Mas aprisionei-te em meus braços
E sufocado te revoltaste
Indo para longe de meu caminho.

Quis então reparar o erro
Busquei-te em vão pelas estradas.
Muito tempo se passou
Até que finalmente te encontrei
E com o que vi me surpreendi.

Estavas arrasado, aprisionado,
Triste, choroso e cabisbaixo,
Era eu calabouço de tua lástima
E ao me ver balbuciaste -
Que bom que você chegou.

Meu amor ai entendeu
Que a prisão de minhas mãos
Não serviram ao beija flor tão livre,
Mas o aconchego de meu corpo
Era a prisão que precisavas para seres feliz.

Juntei então todos os teus pedaços
Sem promessas com carinho te acolhi,
E hoje vives no calor de meu corpo
Por que entendes que longe não podes viver 
E que só na prisão de meus braços és feliz
E nunca mais de mim fugistes.

ZauraLeyne


terça-feira, 5 de março de 2013

NÃO EXISTO SEM SONHOS


NOSSO RESPIRAR


TEU SORRISO


TEU SORRISO

Tens um largo e bonito Sorriso
Sempre a todos Encantar,
Se é franco e amigo Não sei
Mas dele eu gostei.

Esse sorriso tão aberto
Desperta meus Desejos,
Nas esquinas tuas eu Ando
Com cautela e alegria.

Vaguei por entre os risos,
Busquei as fantasias tuas
Cheguei mesmo a tê-las nas mãos
Mas não me atrevi a tocá-las.

Fantasias com risos
Representam muitos perigos
Todos incendiando a calma
Da paz dos desejos meus.

Sorriso largo e bonito
Olhar faceiro e instigante
Corrompendo as amarras
Percorrendo o corpo meu.

Agora já nem sei se ainda gosto
Perdida estou em tuas esquinas
E sei que teus caminhos são outros
Que não os caminhos meus.

Este largo sorriso, olhar faceiro
Não sei  mas onde verei,
Dobrei as esquinas e seguirei
Em outros caminhos andarei.

ZauraLeyne

MUITO TARDE


O DEPOIS


segunda-feira, 4 de março de 2013

UMA PEDRINHA APENAS


UMA PEDRINHA APENAS

Sou apenas uma Pedrinha
Encurralada e feroz
No meio das vastas
Muralhas gigantes
Encrustradas 
Nos arcos da vida,
Que flui languidamente
Sem importar-se
Com o total
Esmagamento que 
Provocam
Aprisionando essa
Pedrinha feroz e indefesa, 
Que debate-se 
Atordoadamente
Mas não se entrega.
Luta, labuta e segue em frente,
Sempre com a certeza
De que muralhas serão  
Demolidas e ficarão no chão.
E essa pedrinha angustiada
Tão fortemente amassada
Aprisionada e desgastada
Vai conseguir fuir  do nada,
Superando as correntes 
Macabras e voltará
Para ser mais uma 
Na construção de uma vida
Que feliz fluirá entre campos 
De Esperanças,
Essa pedrinha sou eu.

ZauraLeyne

domingo, 3 de março de 2013

SOL EM MEU OLHAR


SOL EM MEU OLHAR

Trago o sol em meu Olhar
Para te fazer sonhar
E são esses nossos Sonhos
Que continuo Sonhando 
Feito fina aragem na Alma.

Esta noite o sol dorme Comigo
E quando a lua quiser descansar
Eu devolvo esse sol de meu olhar
Para a imensidão do mar
Onde ele vai se banhar.

E ao acordares meu amor
Lembre-se de nossos sonhos
Que tão junto sonhamos,
Pouse teu olhar no meu
E sintas que o sol ainda ali está.

Sintas ainda entre sóis e luares
Nosso amor que na alma ficou
Encantando nossos sonhos
Em longos caminhos que atravessaremos
Eternizando esse sonho de amor.

ZauraLeyne 

DANÇA DE NOSSO DESTINO



DANÇA DE NOSSO DESTINO

Eu sou um sonho Anestesiado
Na pureza de tua alma,
Eu sou o encanto do Feitiço
Que jorra nas tuas Veias
Feito sangue vadio.

Eu sou o crepúsculo
Que enfeitiçou teu coração,
Confiscou teu amor
Cercando teus caminhos
Com a razão de meu viver.

Teus passos eu sequestrei
Fiz de minha alma
Teu eterno cativeiro
Onde repousas com o encanto
De nosso eterno amor.

Hoje nosso sangue é um só
Correndo vadiamente
Por entre os corregos de nossos corações,
Fazendo de nossas vidas ciganas
A linda dança de nosso destino.

ZauraLeyne

AMAMOS SORVETE


AMAMOS SORVETE

A se eu pudesse
Encantar tua vida 
Com sorvetes de Casquinha
E com creme de Chocolate.
Crocante balsamo
Que degustamos
Ao sabor de lindas Poesias.
Lambuzar teus lábios, 
Deixar tua boca umida
E polinizar
A linguagem do amor
Ao sabor de pitangas, mangas,
Kiwi, frangélico e goiaba,
Todos inocentemente 
Aquecidos por licores quentes.
Mas todos os sorvetes 
Ao sabor de festa
Ternurando os momentos
Em que nos tornamos moleques
De nossa própria vida
Embriagando-nos, 
Com nossos sorvetes multicoloridos
Fazendo festa para nossos sentidos.

ZauraLeyne


sábado, 2 de março de 2013

SÓ PELO SOFRER


BONS SENTIMENTOS


BONS SENTIMENTOS

Que os sinos 
Que norteiam os Ventos,
Ventos do amor
Acampem em tua vida
Garantindo assim
O carinho e a alegria,
E tudo o que existe de Bom
Para fazer de tua vida
O ancoradouro da 
Suprema felicidade.
Minha alma sempre alerta
Cheia de encantos e promessas 
Transporta os mais lindos 
Sentimentos,
Nunca pergunta porque pois, 
Não importa quais sejam
Porque sendo bons
Sempre serão sentimentos
Vividos, sonhados ou 
Idealizados,
Mas sempre sentimentos,
Balançando-se felizes
Ao sabor do vento.

ZauraLeyne

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

BEIJOS TEUS


SEMPRE ESTE OLHAR


SEMPRE ESTE OLHAR

Este olhar cheio de Ternura
É a expressão do Infinito
É a paz escondida
É o sorriso largo e Profundo.

Este olhar penetrante
Invade sem pedir Licença
O mais escondido amor
Que tenho aqui dentro do peito.

Este olhar instigante
Me põe nua em tua frente
Despindo de todos os sentidos
Este amor a tanto escondido.

Este teu olhar meigo e sincero
Invadiu meu território
Desnudou minha alma
E se apossou de meu ser.

Este olhar,
Sempre este olhar
Meu norte na vida será
E sempre comigo estará.

ZauraLeyne

NOITE INTRIGANTE


NOITE INTRIGANTE

A noite me intriga,
Quando a luz do dia Aparece
Desnuda a alma Inquieta
De tantas aflições.

A noite me intriga
Quando entrega ao dia
O que eu fiz e me deixa Nua
Inflingindo as leis do Meu coração.

A noite me intriga,
Os passos e os abrigos
Ao dia tornam-se nulo 
E coloca a orgia na espera.

A noite me intriga,
Pois ela é minha comparsa
Na fluidez dos sentidos
Na alma erros corrigidos.

A noite me intriga,
Me envolve, me engole
E quando o dia chega
Me entrego, desfruto dos sentimentos.

ZauraLeyne



CALMA NA ALMA


NOSSA SINFONIA


sábado, 23 de fevereiro de 2013

ANDAR POR AI







ANDAR POR AI

Quero andar por ai
Desprendida do varal Que aprisiona
Deixar apenas o que Não asfixia,
Preso aos acordes da Alma sofrida
Os sentimentos que Destruiram.

Quero andar por ai
Liberta dessa dor destrutiva
Dessa prisão de sentimentos
Do cárcere do amor.

Quero andar por ai
Deixar preso ao varal
As máguas e as dores
E que sequem a luz do sol.

Quero andar por ai
Com as correntes soltas
Liberta para a vida
Ao encontro de um grande amor.

Quero andar por ai
De mãos dadas com a esperança
Com o sorriso do arco iris
Deixar os amores que foram ruins.

Quero andar por ai
Livre, leve, solta e feliz,
Plantando canteiros de alegrias
No jardim do meu coração.

ZauraLeyne






POEIRAS DO ADEUS



POEIRAS DO ADEUS

Choro, choro sim
Essa dor lasciva Destrói meu coração
Inundando minha alma Com soluços,
Soluços amargos.
Soluços que deixam Sulcos profundos
Em meu rosto Cansado,
Marcas desse amor Destruido.
Choro sim,
Porque minha alma
Tem ainda a poeira
Dos seus pés pesados, 
Massacrando
Arrancando de mim o amor
O amor que eu dei para você.
Minha vida virou terra
E essa terra poeira,
Que limpo, limpo e ela não sai
Dói ainda mais.
Esse adeus desesperado
Que tirou de meu peito
A espera que tive por você.
Rasgou fundo minha alma
E fez um lamaçal em meus sentimentos.
Agora tento banir para longe
As poeiras desse adeus 
E a dor lasciva da alma que chora.

ZauraLeyne


PODER DA NOITE


PODER DA NOITE

Gosto da noite,
O silêncio me fascina
As estrelas são Belissimas
As nuances da noite São fantasmagóricas.

Gosto da noite bem Escura
Vejo a dança das Bruxas nos galhos
Aprecio o voar de seus Chapéus
E as gargalhadas que ecoam apavorando.

Gosto de explorar a escuridão
Sinto o medo forte no peito,
Gosto do arfar das plantas no caminho
Gosto de perder-me na noite escura.

Gosto da noite com seus segredos
Com seus fantasmas escondidos,
Gosto da força que ela tem
E da busca que ela propõe.

Gosto da noite que esconde os medos
Com suas tantas estrelas e luares,
A noite é suprema, magnifica, poderosa
E o poder da noite sempre será infinito.

ZauraLeyne

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

CONVERSANDO COM O SOL


CONVERSANDO COM O SOL

Preciso conversar com O sol
Antes que ele chegue Tirando o luar
Preciso saber noticias
Dos lindos raios Iluminadores.

Preciso falar para o sol
Que acorde Devagarzinho o meu Amor
Que tire dele a luz meiga da lua
E aqueça com seus raios o coração do meu amor.

Preciso estar junto ao sol
Ao seu lado caminhar
Fazer com ele minha sombra
E com ele acordar meu amor.

Preciso conversar com o sol
Pegar com ele uma porção de calor
Pegar também uma porção de brilho
Tudo isso para encantar o meu amor.

Preciso conversar com o sol
E ir com ele acordar meu amor
E juntos sairmos de mãos dadas a cantar a vida,
Eu preciso conversar intimamente com o sol.

ZauraLeyne

SOMOS O QUE SOMOS



SOMOS O QUE SOMOS

Somos só um na Solidão
Somos um trovão na Chuva que cai
Somos um no meio do Nada
Somos tudo e em tudo Estamos.

Somos sonhos Hibernados
Tristezas escondidas
Felicidades alcançadas
Dores guardadas

Somos tudo no meio do nada
Reflexo da alvorada
Caminho e jornada
Somos canto e primavera.

Somos o pico a ser alcançado
Vitórias e derrotas
Palavras sem pontuação
Destinos perdidos em ilusões.

Somos, simplesmente somos
Complexo, reflexo,
A mão que a cigana lê
O riso do palhaço triste.

Somos o que somos e não somos nada,
Somos, só somos
Em eterna solidão,
Somos infinito sem chegada, só somos.

ZauraLeyne


quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

ASAS QUE TE DEI


ASAS QUE TE DEI

Os ventos me Afirmam 
Que os pássaros 
Estão entoando Canções 
Para nossoa dormecer Suave.
Os pássaros em seu Canto
Me confortam a alma
Porque eles sabem 
Que as asas que te dei  Um dia
Te farão voar alto 
Muito além do infinito 
Meu querido. 
Os ventos que chegam sabem
O quanto esse vôo é preciso,
E você saberá então 
Que em lugar algum 
Você conseguirá me esquecer 
E voltarás planando para mim.
Encontrarás comigo 
O cantar suave dos pássaros
Embalados pelos acordes do vento,
Então o desperar magnifico 
Entre o perfume de mil flores 
Deve nos encontrar 
Para nosso despertar
Antes que o vento desapareça
Por entre as esquinas
Da vida.

ZauraLeyne


ESSA TAL FELICIDADE




ESSA TAL FELICIDADE

Essa tal felicidade,
Por ela nós nos deixamos levar
Não impedimos nosso coração
Deixamos com que ele se jogue
No amor, na paixão,
Nos caminhos da perdição
Tudo para encontrar 
Essa tal felicidade.
A felicidade está nos detalhes
Muitas vezes tristes 
De alguns momentos,
A felicidade é apenas, 
Alguns segundos
O resto é frieza e saudades.
Não persigas esses momentos 
Eles são frágeis e fugazes
Vivas simplesmente, deixe que te amem
E sinta o sabor de se esquecer
Porque a felicidade persiste.
A felicidade existe,
É fugas  é passageira 
Mora nas virgulas nos pontos,
Nas esquinas, nos escombros,
Nos breus, nos luares.
Nem sempre a percebemos
Mas ela existe
No olhar, no passar, no cantar,
No sorrir, no chorar,
No aconchego,
Na frieza e no desdém,
Enfim, ela existe,
Essa tal felicidade.

ZauraLeyne


MENINO ME ESPERE


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

TUA DOR, ANJO


TUA DOR, ANJO

Anjo,
Hoje posso massagear tua dor
Com meu carinho e afeto,
Não vale a pena perder o sorriso
Por um mal de amor ficar sem alma,
Foi bom mas já passou está vencido
Pertence agora a um frio passado.

Anjo,
Outras horas serão essenciais
Para que sigas tua vida
Sempre serena e bela,
Pois outros amores virão
Ocupando teu coração
E o sorriso voltará a valer a pena
E esse amor já estará esquecido.

Anjo,
Quero ainda te falar de flores 
Das cores do aro iris saindo do pote
Dos cristais das estrelas a salpicar luz
Tudo para enfeitar tua vida  porque,
Hoje posso massagear tua alma ferida
Pois meu amor é mais forte que tua dor.

ZauraLeyne

SAUDADE E ESPERA


EU VENCI


MUNDO IRREAL


segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

VOAR COMO O VENTO


FLORES NA RIBANCEIRA


BEIJO TEUS LÁBIOS


BEIJO TEUS LÁBIOS.

Beijo teus lábios
Com a ternura 
Da brisa que passeia,
Livre por entre os espaços
Espaços que foram deixados
Pela aunsência do amor.

Beijo teus lábios
Com saudades
Porque ainda guardo
Momentos de carinho,
Que livre voam pelo ar
O mesmo ar que respiras.

Beijo teus lábios
Tentando buscar vida
Na ternura que te entrego
No carinho que te dedico,
Para preencher os espaços 
Dessa leve brisa com meu amor.

ZauraLeyne

A TARDE


domingo, 10 de fevereiro de 2013

TOFFYNHO


TOFFYNHO                             




Tuas patinhas
Afagam minha alma
Nessa jornada dura
Onde maltrataram tanto
Meu coração.
                                                    
Em ti meu amiguinho                 
Encontrei um amor sem igual                                           
Confortaste minha alma                     
Em tantos momentos de dor
Sem ao menos em ti pensar.

Tuas patinhas amiguinho
De leve massageavam meu coração
Pedindo que voltasse a vida
Para contigo seguir caminhando 
Em busca da cura dessa dor.

Bendigo a Deus por teres existido
Foste tudo em meu pequeno mundo
Contigo aprendi o que é o amor
Pois me ensinaste a trilhar a vida
E mesmo com dor afagar o amor.

Tuas patinhas estão em minha alma
Afagando ainda meus sentimentos,
Tua presença ainda é sentida
Pois para sempre estarás em minha vida
Iluminando minha caminhada.

ZauraLeyne


FELICIDADE NO OLHAR


sábado, 9 de fevereiro de 2013

BRAÇOS DE ILUSÃO


CHÃO DE DANÇA


CHÃO DE DANÇA

Neste chão batido 
Meus pés deslizam
No sonho da dança
Que vai no meu coração.

Riscando a terra como um giz
Com a minha alma
Se expondo na canção
Desse doce pedaço de chão.

Esse chão batido
Suporta o peso
Dos passos marcados,
Na ânsia do acerto
No compasso da dança.

O coração acompanha
Dançante na alegria
Vendo deslizar os pés
Na vontade da dança
Que é voar pelo chão.

A alma leve flutua
Os braços deslizam ao balanço,
O corpo gira e levita
Na calma da musica
Entoando lindas letras
Para todos os passos
Nesse pedaço de chão.

Zauraleyne

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

OLHEI VOCÊ

OLHEI  VOCÊ

Olhei para você
Vislumbrei a morte.
Caia 
De sua face cadavérica
Uma gota de sangue,
Rubra, mas
Empastada pelo ódio
Que sentias
Porque eu matei você
Destruindo meu coração.
Novamente,
Olhei para você
Vi que não tinhas
Mais vida,
Percebi nesse momento
Que eu mantinha você.
Era meu amor que você
Desprezou
E minha alma
Teu coração
Matou.
Olhei para você
E soltei as amarras
Que me prendiam a você
E sutilmente matei 
Meu amor por você.


ZauraLeyne

ARCO IRIS


ARCO IRIS

Pensei em você
Imediatamente um arco iris 
Se fez no céu,
Prelúdio de amor
Cores de felicidades,
Meu peito arfa acelerado
Ao lembrar-me de você.

Tenho certeza
Esse arco iris está a me dizer
Teu coração será dele
E o dele será teu.

Amor está vibrando
Teu nome é doce encanto,
Falo baixinho
Para não despertar
A deusa do ciumes.

Meu arco iris de amor
Tens o poder de entrar em minha alma
Com delicadeza o nome dele escrever
Com notas de amor na orquestra da vida
Porque hoje a musica sou eu e você.


ZauraLeyne