sábado, 31 de dezembro de 2011

POETA.




Mil idéias e um papel em branco
pontinhos, riscos, 
palavras desconexas jogadas ao vento
agrupamento de silabas as vezes sem sentido
derepente surge uma grande poeta.


A poeta enfeita o papel de sonhos
o sol brilha forte, vem a noite
as estrelas, a lua, a calma.


Acorda o dia, suor sofrido
a noite o sonho a poesia
uma poeta, tantas idéias
uma caneta amiga
folhas de papel soltas pela mesa.


Tantos sonhos jogados ao léo
ai quem me dera possuir tua era
sair correndo, voando, talvez cantando
e finalmente te dizer - consegui -
consegui te fazer feliz em meu pobre
                                     poema de amor.




ZAURALEYNE . . . . .

EMOÇÕES.




Emoções, sentimentos passageiros que não
                                           ferem ninguém,
porém é gostoso estar só com meus pensamentos
uma tarde cheia de encantos escondidos
me descubro a cada toque leve do vento que passa.


Mundo fantástico, volta as divindades escondidas,
meu corpo irreal, minha alma emocionada
comparei-me a uma rosa e hoje colho as pétalas
                                  que deixei cair
as guardo para reconstituí-la e ser novamente rosa.



Rosa que cresceu em mim,
se fez mulher, corpo cheio de emoção
transformaram-se no delirio de uma noite de luar
fazendo de mim o amor que desabrochou.


Estrelas a me vigiar
com extremo cuidado de nada perder,
agora com ternura deixo a criança que em mim viveu
transformando-me em mulher transbordando em emoções.




ZAURALEYNE . . . . .

DISTANTE NO TEMPO.




Lembranças de uma criança que feliz sorria
sem importar-se com as dificuldades do dia a dia.
É lindo estar no alto de uma colina a pairar
Assim como os passaros que voam pelo infinito azul,
                                                 perdidos e felizes.


Um riacho ao fundo convida-me  a entrar em suas
                                                          águas calmas
tão limpidas que deixam transparecer os galhos
                                                          das árvores,
galhos que parecem ser feitos de prata no divino
                                                                  reflexo,
lembranças, tantas lembranças.


Uma viagem de sonhos ao fundo da alma
sem medo de se perder na realidade
conciência do mais puro sentimento
é vida, suor a banhar meu rosto.


Suor que deixou cair a mascára que me envolvia,
um passaro ou uma gaivora parados no espaço do tempo
dão-me a certeza que não terei queda  abrupta
riso de criança , distante no tempo que volta.


Trago em mim a certeza de que,
ainda existe em mim a criança que fui um dia
a essência desse sentimento sempre existirá
povoando minhas lembranças felizes.


Se chove sou feliz, se faz sol sou feliz
se o dia está nublado ainda assim sou feliz,
as folhas que no outono forram o chão e são pisadas,
recolho-as em meu coração com ternura e amor.


Pétalas de rosa eu as colho
marco páginas de meu livro antigo,
cravos que em buque ganhei
transformei em um lindo quadro.


Calmamente revivo meu passado e me entrego
sinto em meu coração sentimentos vividos
olho dentro de mim sem medo
ainda tenho amor e muito carinho dentro de meu coração.


Tenho a liberdade dos tempos perdidos
liberdade que me faz cantar e sorrir,
amar a realidade, sonhos infantis,
maravilhas do por do sol, a chuva que cai lá fora.


Queria poder alcançar o tempo e pedir que ele volte
pedir para de novo ser criança,
meu corpo sentido a sensação da liberdade
liberdade que me transporta a tempos vividos,
                                                   hoje tão distantes.




ZAURALEYNE . . . . .

PEÇO PERDÃO.




Hoje já com calma humildente peço perdão,
dizem que a juventude é a flor da imaturidade
talvez tenham razão.
A gente tem um coração que ama e quer ser amado
um coração que erra e quer ser perdoado.
Ser adolescente é uma vida intensa e não uma fase,
uma fase simplesmente.
Não que eu queira buscar justificativa para muitos atos
nem tão pouco culpar minha mudança constante de humor,
uma reação repentina resultante de um espirito que vacila
diante da duvida atroz de uma verdade obscura.
Quem sou,
de onde vim,
para que vim.
A busca cotidiana sem resposta deixa marcas
                                                                                                                       profundas
minha alma se torna rebelde, insatisfeita.
Peço perdão por minhas faltas
não sei porque agi de maneira tão estupida,
não sei porque me faltou coragem para dizer-lhe
singelamente, espontâneamente, naturalmente
tudo o que eu queria dizer e não disse.
Talvez esteja me escondendo de mim mesma
mas é incoerência, talvez timides de minha personalidade.
Sei no entanto que todo pedido de perdão
seja de que forma for
até mesmo em silencio tem o valor da transcedência,
perfume do infinito, clareza,
humildemente peço perdão.




ZAURALEYNE . . . . .

CAMINHOS.




Uma sequência de fatos desencadeou
um alucinado encontro entre eu e você,
já não podes mais olhar friamente em meus olhos
    e dizer até logo sem fazer uma promessa muda,
foram tantos os caminhos mas um único existiu
                                                                   para nós,
não deixou nem sequer escolha para que
                                        mudassemos o rumo.
Mudar também não faria sentido, é como a
             primavera explodindo, maravilhosa,
tantas perguntas sem definições completas,
já não sabemos mais onde parar, já não sentimos
                           mais vontade de nos separar,
seguimos no entanto, caminhos tão diferentes
                 que se cruzam em todos os momentos
                                                                                                                                desejados.
No além, talvez no infinito de um dia de sol como o de hoje
estejamos separados por distancias,
mas com a certeza de que jamais esqueceremos
                                                        um do outro.
Vive-se um sonho com a certeza de estarmos vivendo
                                                       mais uma realidade,
na verdade o que sentimos nos une para que os sonhos
                              voltem a aflorar dentro de nós.
Esquecemos de tudo em segundos e ficamos indiferentes
                           diante da verdade, esquecemos.
Minha alma se identifica com o azul do céu,
                                           ampla e infinita,
na noite as estrelas são meus sonhos que voltam
                                        para acalentar meu sono.
A natureza, passáros cantando, flores desabrochando,
                    o perfume das árvores me levam junto á você.
Também me trazem você, embora separados mas eternamente
                      juntos pelos pensamentos sonhados.
Hoje, amanhã, será apenas mais uma folha do passado,
                          resplandece em mim a pureza dos sentidos,
sentidos cheios de carinhos, sentimentos de pureza,
                                                ternuras,
cheiro de mato verde, amplas colinas, eu e você, tudo e nada,
                                      um tempo divino que jamais esqueceremos.
O poeta fala de amor ferido, fala de simplicidade,
o poeta também fala de nós, eu e você,
também o poeta fala de nossas eternidades vividas.
Perguntas eu jogo para o alto, importante é estar com você,
sorrisos tenho sempre porque sei ser feliz.
Nossos caminhos, nossos sorrisos, nossos corações,
                                                           sonhos e carinhos.
Palavras que ficarão para sempre marcadas no fundo
                                            de nossos corações
em um cantinho muito especial e quentinho.




ZAURALEYNE . . . . .

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

VENTO AMIGO.




O vento cansado de ver tantas desilusões
deixou cair uma semente de amor, você,
plantou em meu coração e depois passou.
O vento deixou-me encarregada de fortificar
fortificar um amor que não viesse dar em
                                              desilusões.
Doces sonhos, veio outro vento depois,
muito depois e te arrancou de mim.
Levou você para tão longe que não consigo mais
                                                          encontrá-lo,
espero agora que outro vento chegue para me
                                          me dar noticias desse amor,
que esse vento que vai chegar saiba onde está você.
Ao menos um pedido farei ao vento amigo
que me traga de volta você.
Vendavais fortes, desiludidos, não cantam mais a linda
                                                          melodia,
jamais se encontrarão para contar as tristezas
tristezas que ouviram todos os que passaram
pedidos de encontros e voltas
tantos que eles sabem que jamais se concretizarão.
Vento amigo leva-me junto contigo
preciso encontrra meu amor.
Vento que chega agora
por favor murmura ao meu ouvido
se ouviste alguma frase dita por meu amor.
Vento amigo leva-me contigo,
vais para bem longe, que pena
não voltará jamais para me contar
me contar as coisas vividas,
vento amigo por onde andarás.
Correr, voar como você não posso
mas te suplico em acenos, voltes amigo.
Adeus vento que já vai longe
adeus meu amigo,
adeus.




ZAURALEYNE . . . . .

UM SONHO.




Talves me falte inspiração um dia
talvez me falte a alegria um dia
talvez me falte a felicidade um dia
mas o certo é que a vida me faltará um dia.
Na verdade nada disso eu queria falar
na verdade quero falar de esperanças e realizações
na verdade tudo está num sonho do passado
na verdade a realidade me surpreendeu.
Momentos que passam e marcam a vida
momentos que terei para recordar depois.
Um ar de sonho se apoderou de mim
um ar infantil refletindo toda a alegria
um ar de realizações pelo tempo esperado
um ar de quem conseguio mais uma vez.
O sol não tardará a se pôr no poente
o sol cederá seu lugar ao luar
o sol deixará as estrelas menores  brilharem
o sol voltará amanhã para aquecer meu coração.
A frieza da noite me deixa com medo
a escuridão me deixa apavorada
a madrugada virá calmamente me envolver
a manhã me encontrará perdida em meus sonhos.
Depois as maravilhas do meu dia
depois sorrirei para encantar quem precisa
depois estarei esperando por teus carinhos
depois me realizarei em teus braços.
Talvez na verdade existam
momentos com um ar distante
um sol para encobrir a frieza da espera
por tantos depois que ainda surgirão em nossas vidas.




ZAURALEYNE . . . . .

PARA QUE PENSAR.




Para que pensar,
o amanhã pode me trazer tanto sofrer
também pode me trazer tantas felicidades,
para que antecipar os fatos.
Para que pensar
porque ficar triste se nem sei o que será
porque ficar se atormentando
tudo pode mudar.
Amanhã posso estar precisando de alguém
como é que  fica se hoje troquei você,
troquei você por momentos que não serei feliz.
Para que pensar se é preciso agir assim
pode ser que amanhã tudo seja luz e alegria
porém hoje tem que ser um dia nublado
amanhã poderemos voltar a sermos felizes.
Para que pensar,
somente o tempo dirá,
mas se não o fôr não será
será apenas uma certeza
porém tudo pode ruir.
Deixei-me envolver por momentos felizes
amanhã poderei estar só, precisando de você.
Para que pensar,
vou deixar tudo acontecer
não quero pensar,
vou partir
não olharei para tráz
quem sabe o infinito me encontre
o infinito me devolva você e a felicidade.
Para que pensar,
não quero antecipar os fatos
a realidade muitas vezes surpreende.
Eu amo você,
para que pensar
amanha quem sabe perderei você
perderei os afagos e carinhos,
amanhã quem sabe ainda estarei com você
com teus beijos e teu amor.
Vou deixar o vento voar
não quero pensar
mas, e você
como será não sei,
você me amará eternamente,
para que pensar,
pensar em você se tudo pode sempre mudar,
para que pensar.




ZAURALEYNE . . . . .

DESCOBERTA.




Descobri tantas coisas em poucos segundos
descobri que não quero você
que não quero mais amar ninguém.
Descobri que brincar de amor é melhor,
paraiso infinito de flores,
nostalgias e paixões,
tudos isso e muito mais,
o mundo fica lindo,
me leva e me traz recordações e sonhos.
Descoberta de uma vida a dois sem ser a
                                          primeira estrela,
tanto tempo perdido e finalmente aqui estou.
Descobri que nem tudo acabou
foi lindo enquanto existiu
mas não quero mais viver de reprises e nostalgias.
Descobri encantos antes jamais vividos e sentidos
descobri que vivo e respiro sem você
descobri que sou mais eu sem você
que sei ser importante para mim mesma.
Tua presença deixou minha vida confusa
sentia ciumes em nome do amor.
Foi tão rápido, não tive tempo,
faltou tempo para analizar a situação,
agora sei que passei esse tempo todo em função de você,
descobri que nada existe de encantador nisso,
descobri que agora tenho apenas reprises do tempo vivido
hoje sou eu mesma sem você.
Juntei os pedaços de um cristal quebrado
recoloquei embora em lugares diferentes e sobrevivi
                                                    mais uma vez.
Descobri que não quero mais me dar a você
descobri que teus carinhos não eram tudo o que eu queria
que existe no mundo muito mais do que eu e você,
descobri que juntos estariamos em caminhos errados.
Porém hoje me firmei diante de um sol dourado e lindo
esperei para ver o por do sol desse mesmo sol
esperei a lua sair linda, nua e prateada
deitei-me na relva macia
deslumbrei ao longe os pinheirais,
encantei-me com a fantasia do silencio,
diante de mim mesma coloquei meus sentimentos
reduzindo a cinzas nosso amor
sobre essas mesmas cinzas coloquei-me em pé
                                              e te disse adeus,
descobri esse adeus no fundo de minha alma
agora tão encantada.




ZAURALEYNE . . . . .

HORAS DA VIDA.




Marcou hora e dia
o sol bateu na minha cabeça
vontade de quem vive e não sabe porque
confusões, transações, o sol apareceu.


Marcou mês e ano
no  mar de lágrimas se afogou
a morte rondou e chegou
o sol entrou forte no meu coração.


Marcou rua e local
parou o papo sério e se jogou
a alma ficou longe do corpo inerte
com seus raios o sol tocou seus lisos cabelos.


Marcou bobeira na dança da vida
o sol invadiu o negro tunel sem pensar
a morte lenta chegou na hora marcada
o papo sério foi para o além
a alma ficou zombando do corpo cansado.


Tudo isso por dois minutos de inspiração,
perdeu-se a vida, perdeu-se o sonho
perdeu-se tudo que se havia para perder,
na escuridão do tunel tenta encontrar
rais de sol que ficaram para tráz.




ZAURALEYNE . . . . .

VIDA E MORTE.




Tanto na vida como na morte
a importancia dos sentimentos se fazem presentes,
sentidos, angustias, libertações,
lágrimas e sofrimentos escorrem ralo abaixo.


Na loucura de momentos tragados pela vida
o cotidiano nos faz sentir a intolerância dos
                                             atos deixados,
longe de ser sentido a fragância das flores do campo.


Olhos parados
arranca-se apenas a tristeza estagnada
sem vestigios de esperanças
automáticamente parado a fixar o além,
tudo o que um dia foi sonhado, nada mais.


Na vida tudo se passa
na morte tudo se cala
flores e lágrimas não mais são necessárias.


Se queres dar-me flores dê-me agora
não esperes que a morte me acoberte para fazer esse gesto,
faz-me feliz agora, em vida
pois estando no além não mais precisarei de flores.




ZAURALEYNE . . . . .

REALIDADE.





Olho em minha volta
onde estão as flores a felicidade
existem somente blocos de concreto
cadê as árvores tão lindas.


As pessoas passam apressadas
esquecidas das belezas do infinito
não percebem o brilho do sol radiante
e o calor q quer entrar em seus corações.


Olho novamente para tudo
descubro algo que finalmente me encanta
são os passos de uma criança
que alheia a tudo sorri na calçada.


As pessoas deixam o mundo frio
mas em seu intimo existe amor,
então porque tanta frieza
porque não deixar aflorar nos rostos o amor.


Porque não sermos mais humanos
deixar o amor tomar conta do mundo
assim todos seremos felizes
e o mundo deixará de ser cruel e frio.




ZAURALEYNE . . . . .

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

GENTIL CAVALHEIRO.




Rosas  vermelhas
Um cartão sobre a mesa,
Seria demais para pedir
A um cavalheiro que outrora foi tão audaz?
Que dirão hoje de tal gesto
E este teu manifesto
Amor com um toque bem antigo
Para ter seu real abrigo
No aconchego de um amor perdido.
Amor que outrora
Tão inebriante,
Hoje fugaz,
Porém ainda estonteante.
Gentil cavalheiro responda,
Tua audácia ainda permite
Que me envies rosas vermelhas
Com um cartão audaz
Marcando um encontro fugaz
Porém cheio de malicias estonteantes,
Que me diz agora 
Gentil cavalheiro.




ZAURALEYNE . . . . .

ESTRELA MINHA.




Minha estrela onde estás
Venha logo
Preciso de você
Não demores para no céu surgir.


Minha estrela o que dizes
Que o céu vai estra nublado,
O linda -
Não importa assim memo eu a verei.


Estrela amiga
Nosso idilio é tão antigo
Queima meu corpo
Nesse delírio tão conhecido.


Minha estrela
Um sentimento oculto
Guardo no fundo de minha alma
Esse segredo que só contigo compartilho.




ZAURALEYNE . . . . .

FORÇA DE UM AMOR.




Amo a primeira estrela que vejo
Olho o infinito como olho dentro de mim mesma,
Quero novamente deitar-me na relva molhada
Me entregar de corpo e alma ao amor
Sem restrições sem medos.


O amor não tem que ter sub-refugios
Tem que ser total
Como a rosa que cresceu em minha mão
Desfolhou e continua no meu coração,
Sem medos, sem restrições, livre como os
                                               passaros no ar.


O luar que cobre meu corpo orvalhado,
Úmido, com gotas de amor,
Amor selvagem, sem regras, na total entrega,
Por testemunha só a natureza infinita
Este luar cor de prata, tão amigo que balança ao
                                      ao murmurio do vento.


Quero as mesmas fantasias
Os mesmos loucos devaneios
Quero caminhar de pés descalços por dentro de meu
                                                                           corpo
Quero sentir a força desse grande amor;
Sinto a brisa solicita  a secar as gotas de suor de meu
                                       corpo perfumado pelo amor.


Atrevo-me a viajar  ao fundo de mim mesma,
Tenho a ansiedade do primeiro encontro
Vejo um cálice cheio de carinhos tragados pelo amor
Feito tapete no chão pétalas de rosas
Convidam meu corpo a repousar a ansiedade desse
                                                       encontro de amor.




ZAURALEYNE . . . . .

SOU O AMOR MEU AMOR.




Eu quero gaivotas a pairar no ar
A vagar por este infinito tão lindo
Quero a natureza amiga
Quero correr entre as árvores do bosque
Eu quero respirar o amor que existe em mim.


Sou feliz sem a ironia das ipocrisias
Eu sou o amor, meu amor
Amo as coisas belas e me encontro.
Choro, mas quando a noite cair
Possuirei teu amor na plenitude eterna.


Momentos de loucura total
Minha rosa a cobrir-me com suas pétalas perfumadas
A brisa toca meu corpo em leves caricias
momentos encantados, eu amo,
em ti amor encontro as belezas da  vida
Sonhos infinitos de uma poeta , hoje esquecida.


Posso ouvir ao longe o toque suave de uma flauta
Esse toque me conduz a um momento de eternidade
Carinhos a tanto tempo por mim esperados,
Hoje estão eternizando nosse momento de amor.




ZAURALEYNE . . . . .

CAMINHOS DO AMOR.




Amanhece,
O sol nos encontra ainda deitados na relva
Nossos corpos cobertos por flores orvalhadas,
Orvalhadas de sereno perfumado,
Adormecemos nesse encontro, agora, o amor do sol
                                                    vem nos despertar.


Sol,
Sufocante real senhoril
Com grande força
Mundo de luz e estrelas
Nos entregamos de corpo e alma.


A chuva começa a cair suavemente
Pingos molham-nos como caricias
Sentimos o frescor desses pingos da chuva
Refletidos na luz são multicoloridos,
Umidade vinda da terra, cheiro selvagem do mato.


Selvagem como o amor
Que encanta uma princesa com seu amor,
Vontade louca de viver, gosto de alegria
Peito arfante de prazer, sentidos cheios de luz,
Eu e você pelos caminhos do amor.




ZAURALEYNE . . . . .

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

LUA CHEIA.




Lua serena
que em noite de lua cheia
sedenta, vem no mar se espelhar
para sua vaidade saciar.


Lua brilhante
que no mar deixa seu brilho
e clareia a rua para o andarilho
que nas noites leva seu amor passear.


Lua, lua cheia
no mar reflete seu explendor
deixando a alma da poeta
cantando de amor.


Lua, lua de encantos
deixa no mar seu brilho fascinante
e na madrugada parte bailando
deixando no mar seus encantos.


Lua, linda lua
que no céu brilha
minha alma inebria
com todo seu explendor.




ZAURALEYNE . . . . .

GOSTO DE VOCÊ.

Gosto de poesias porque lembram você
gosto de meus momentos
porque os passo com você.
Gosto de tudo que é puro
e é puro meu amor por você,
gosto de musicas suaves
porque as danço com você
assim como gosto do perfume das flores
porque elas me transmitem a paz.
Gosto do teu sorriso
porque nele existe o brilho do luar,
gosto do campo,
do encanto, da vida, da poesia.
Gosto de amar,
gosto do luar, 
gosto de sonhar,
gosto de você.




ZAURALEYNE . . . . .

A VIDA.




Aquela mulher que passou toda alegre em
             seu vestido azul me deixou a pensar;
a pensar o que seria da vida sem um vestido
                  azul para aquela mulher passear.


Aquela criança chorou na calçada e me deixou
                                                                  a pensar;
o que seriam das ruas se não existissem as crianças
                             para nelas chorar, sorrir e cantar.


Aquele senhor parou no velho bar da esquina e me
                                                          deixou a pensar;
o que seria daquela esquina se não houvesse o velho
                                                                                     bar para nele o homem se abrigar.


Aqueles passaros revoaram a praça a cantar, porém
                                                  me deixaram a pensar;
o que seriam das praças se não houvessem passáros
                                         para nelas cantar e passear.


A vida passou zombeteira e me deixou a pensar;
o que seria do mundo se não houvesse a vida
                                                para dele zombar.




ZAURALEYNE . . . . .

AMIGO.




Eu sou feliz
sim,
sou feliz porque um dia tive a felicidade
                                       de conhecer-te
de poder desfrutar de tua sincera amizade.


És uma pessoa maravilhosa
quem possui tua amizade pode sempre
                                          sorrir abertamente
sentir-se segura eternamente.


Mereces meu amigo
felicidade radiante que somente pessoas
                                                                                                        iguais a ti
tem o poder de conquistar.


Amigo,
de nada valeriam as rosas
se não tivessemos quem nos ajudasse a apanhá-las
para que não nos ferissemos com seus espinhos.


Saibas amigo
que mesmo no meu silêncio
podes sempre e sempre contar com minha eterna amizade.




ZAURALEYNE . . . . .

QUANDO EU TE ENCONTRAR.



Dia triste e nublado como minha alma por
                                             estar longe de ti,
a chuva logo cairá como meu pranto em minha
                                                 face a rolar,
estou tentando desesperadamente encontrá-lo
quero dizer que te amo e que não sei viver sem ti.


Jamais alguém irá me fazer  te esquecer
meu amor por ti é infinito
só voltarei a sorrir quando te encontrar.


Te perdi,
estas palavras teimam em queimar na minha
                                                                 mente,
passo o tempo todo a me condenar, não tive coragem
                                                            para lutar,
lutar por nosso amor tão bonito e cheio de felicidades
mas tenho em mim a certeza que vou te encontrar.


O tempo passa depressa é bem verdade
mas para nós ainda existe um caminho
caminho que nos levará de volta a felicidade.


Te amo e sei que me amas
nada importa, eu vou te encontrar
disponho-me a lutar por nós dois
sei que voltaremos a andar de mãos dadas.


Andaremos pela chuva e em meu rosto não haverá
                                                        mais lágrimas
haverá sim, carinhos feitos por ti
eternamente repetirei que te amo.


Vou encontrá-lo eu sei
voltarei a vêlo de tênis e jeans desbotado pelo tempo
sorriso aberto no rosto, esperanças de vida feliz
quero sorrir contigo e sonhar, sonhar.


Tua vida é tudo para mim
todo sonho será realidade quando eu te encontrar
quando teus cabelos eu afagar e teus lábios beijar.


Quando eu te encontrar
ao teu lado por toda vida vou caminhar,
teus caminhos com segurança irei pisar
pois te amo e eternamente quero te amar.




ZAURALEYNE. . . . .

SOMOS SONHO.




Preciso estar ao teu lado
sentir tua presença junto a mim,
quero sentir teu olhar no meu olhar
quero que olhemos na mesma direção.


Quero estar nos teus sonhos como estás nos meus
fazer parte de tua vida como fazes da minha,
preciso desse sonho para viver
quero estar contigo seja onde fôr.


Queria despertar e encontrá-lo ao meu lado
e viver de felicidade eterna 
de que jamais estariamos longes um do outro. 


Preciso estar contigo e sentir a beleza do nascer do sol
sorrir com alegria ao festejar o por do sol ,
preciso de teu amor para levar meu dia a dia
preciso estar contigo e ser feliz.


Preciso viver e sonhar sonhar,
luto como ferrenha guerrilheira por esse amor
porque quando eu morrer quero que estejas ao meu lado.





ZAURALEYNE.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

SONHO MARAVILHOSO.


Quando estou triste, deprimida, longe da euforia da vida
lembro que somente ao teu lado consigo me desafogar
consigo me sentir gente
consigo querer viver.


Quando estou alegre lembro que podia estar desfrutando
                                                                  a vida contigo,
porém entristeço-me pois queria eu estar ao lado
mas não tenho coragem de confessar que te amo.


Faz-me bem estar contigo
faz-me bem sonhar que um dia estaremos juntos
caminharemos o mesmo caminho, traçaremos o
                                                         mesmo destino.


Caminharemos juntos.


Gosto de sonhar que um dia acordaremos juntos,
beijarei teu rosto com carinho
darei-te um longo e desesperado abraço
então o terei para sempre.


Quero poder houvir tua voz
sentir o calor de tuas mãos afagando as minhas mãos
sentir a ânsia de não poder ir além
quero sonhar que um dia seremos um só trilhando o
                                                                mesmo caminho.




ZAURALEYNE . . . . .





                                                                                                                        
                                                                        

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

ESTRELA D'ALVA.




Estrela d'alva
que no céu passeia calma
és a luz de minha alma
e meus passos conduz.


Estrela d'alva
que no alto fica calma
aprecia a alma
da serenata que eu fiz.


Estrela d'alva
tua luz me ispira a alma
que nas madrugadas canta
a paixão da poeta infeliz.


Estrela d'alva
cheia de graça e brilho
no mar se espelha feliz
iluminando as areias de marfim.


Estrela d'alva
deixas teus explendor nas madrugadas
ouvindo as mil juras de amor
que faz essa poeta infeliz.




ZAURALEYNE . . . . .

domingo, 11 de dezembro de 2011

MEUS CAMINHOS, MEU AMOR.




Hoje encontro-me em cada momento
momentos que me dispuz a amar
ser feliz em todos os sentidos
sentidos nobres e reais.


Meu amor
minha estrada florida
estrelas em meus caminhos
sonhos que me embalam e serenam.


Encontrei-me nas idas e vindas
segui em passos decisivos
sempre com o mesmo ideal
transmitir toda pureza desse amor.


Estou em contato direto com meus caminhos
caminhos que se cruzam nos meus caminhos infinitos,
serenos que serenam meus caminhos
serenos e encontros de tantos amores.


Amor com loucuras e devaneios
amo em todos os minutos que vivo com fascínio,
uma flor se abrindo e um carinho quando se fecha
uma primavera que respira por mim.


Um passo certo sempre em voltas
sentidos completos que me libertam
estradas cada vez mais abertas me recebem
realizam meus sonhos sem grandes segredos.


Meu amor sempre infinito
a cada momento mais real e inexplicável
descansando em minhas estradas floridas
repousando sobre as estrelas de minha vida




ZAURALEYNE . . . . .

LIBERDADE DE UM PASSADO.



Sereno iluminado de idolatrias passageiras,
no tumulto das agitações renascem as cinzas
trazem momentos inesperados,
doces primaveras a saudar um mundo de fatalidades
                                                    inocentes e vivas.


Sondagem em campo inimigo
nitidas fontes de um sucesso tranquilo,
um momento qualquer de nostalgias pesa o tempo que
                                            parece ter parado, porém,
tenho mais cobertura nas pequenas coisas da vida.


Sonhos hibernados que voltam com força total
fascinação em todo seu explendor de imaculação,
coisas belas e antigas de um passado feliz
hoje, agora, aflorando dentro de mim.


Tranquilidade de amores
paz individual que me assegura de tudo que mais quero
e o que eu mais quero são os sentidos
sentidos de tantos amores que ispiraste em mim.


Amor é tudo que vive em mim
amor deu-me tudo que desejei e quiz,
infinito maravilhoso a povoar minha existência
carinhos e ternuras dedicados a felicidade.


Hoje a idolatria do passado  foi-se
as agitações para sempre cessaram,
o amor continua incessante e companheiro
a liberdade de ter vivido um passado feliz ainda existe.




ZAURALEYNE . . . . .

domingo, 4 de dezembro de 2011

MENINA MULHER.




Flor, rosa em botão
carinho que consome no ar
perfume que inebria minha alma.


Quantos gestos fizeram
quantos olhos te olharam
quantos te desejaram.


Continuas, apesar de tudo
a flor, rosa  em botão
amanhã serás rosa em flor.


A todos inebriarás
ao teu perfume exalar
cairão sonhos e estrelas
aos teus pés para te amar.


Encontrarás rosa flor
lêdos enganos em teus caminhos
e descobrirás o amor.


A poesia da flor
sabendo-te rosa que fostes botão
muitos e muitos te aplaudirão.


Menina rosa em botão
flor formosa
hoje rosa flor mulher maravilhosa.




ZAURALEYNE . . . . .

UMA FLOR.




Uma flor,
aconteceu
algo tão bonito em mim nasceu
ao ver teu rosto deslumbrado pelas belezas
                                                            da vida,
uma flor,
morreu.
Um caminho tão bem traçado
maravilhas estampadas em teu sorriso
agonias de quem não quer partir jamais.
Caminhando,
caminhando em felicidades encontrando-se
flores no caminho seus pés afagando o ar
                                              perfumando,
roçando seu rosto  o vento em leves brisas
aninhando-se sempre, aninhando-se, perdida,
pperplexa pela decoberta da própria vida, cantando.
Parando,
soluços  chegando
rosto marcado, tristeza se infiltrando
teu ser se delagando, sofrendo,
retornando, sonhando, confundindo-se
cessando os passos,
atirando-se no abismo,
desencantando, chorando
parando, dando lugar a outra vida,
morrendo
como flor estendida no chão,
morrendo,
suspirando,
deixando a vida que acabara de descobrir
simplesmente entregando-se.
Trevas, ecuridão,
morte,
morendo, morrendo
partiste para sempre,
algo tão bonito em mim morreu
uma flor, aconteceu, morreu.




ZAURALEYNE . . . . .

PARABÉNS QUERIDO.




Que o sol sempre brilhe para você
que o amor e a alegria sempre estejam presentes,
por onde quer que andes que seus caminhos
                                                 sejam lindos
um abraço, um beijo grande, uma ternura.


Aceites meu coração
a toda hora digo que meus dias dedico a você,
estamos felizes por estarmos juntos nesse momento
quero que sintas a ternura da paz.


Não prometo a você a eternidade
mas lhe ofereço meu amor,
não prometo que ficarei ao seu lado
mas nesse momento não lhe deixarei só.



Parabéns querido,
és muito importante para mim
és na vida meu sonho que descubro passo a passo
és meu caminho que percorro com amor.


Quero que os dias futuros venham ao teu encontro
                                                                felizes,
que encontres em cada passo que deres um motivo
                                                                   especial
se assim não o fôr que saibas sorrir assim mesmo,
que tenhas boas recordações do passado, sorrias e
                                                      sejas feliz,
parabéns querido.




ZAURALEYNE . . . . .

sábado, 3 de dezembro de 2011

SONHO TRISTE.




Inexplicavel momento de vida
a vida de um rumo comum
o sorriso da alegria que passou
passou o momento e a felicidade de sonhar.


O grande momento, ausência
porem agora o grande vazio
sonhos invalidados pelo tempo
rondam a suavidade do amanhecer.


Soluços do adeus que passou
alguém agora jamais voltara,
este sonho não foi de momentos
porém um grande vazio ficou.


Momento da vida, sonho triste
poeiras do adeus
sem rumos e alegrias
ainda volta o amanhecer.




ZAURALEYNE . . . . .

CRIANÇA.




Sinto teu calor
teu amor,
és a vida q existe em mim.
Criança
sonho infantil,
sorriso puro e livre
és a vida que está em mim.
Soluço ao som perturbado
balbucio palavras incertas
tudo isto é a vida que existe em mim .
Amor maternal,
precaução, tudo.
É apenas um inocente
criança tão indefesa
é amor,
só o amor que existe em mim,
é uma vida que palpita
é um gesto puro e belo.
Embalo esse sonho lindo
preparo um futuro radiante
imagino de mil maneiras.
Mas só algo importa
importa a vida que existe em mim,
é o amor muito amor
para a vida que existe em mim.




ZAURALEYNE . . . . .

FIM DE UM AMOR.




Ouço passos na calçada
a solidão me invade,
uma noite linda
uma mulher sozinha.


Somente seus sonhos,
as lágrimas;
não tardará será outro dia
meu rosto estará marcado.


Uma noite de insonia,
sofrimentos
apenas foi um amor
um amor que terminou.




ZAURALEYNE . . . . .

NOITE DE AMOR.



Canções e sonhos fazem parte de nosso amor
devaneios, sorriso de chegada
lágrimas de partida e o orvalho ainda em nossas
                                                                      roupas,
nos lábios ainda o sabor dos beijos ardentes.


Fiz de teus braços meu ninho
em teu corpo meu santuário
quiz penetrar em teus olhos e ser teu pensamento
                                                                constante.


Marcas em nossos rostos de uma noite infinita,
marcou nosso momento de desespero
superou nossas próprias expectativas,
quiz eu estar contigo, quizestes estar comigo.


Da relva fizemos nosso abrigo,
deixamos o vento
a brisa levar nossos sonhos.


Pingos orvalhados cobriram-nos
tivemos um encanto para o doce aconchego
mil suplicas, mil pedidos de perdão,
envoltos no amor nos perdemos e nos achamos
                                                      no amanhecer.


Os raios do luar faziam cintilar ainda mais nosso olhar,
nossas mãos , nossos movimentos eram regidos pelo amor
foi a mais linda sinfonia jamais antes ouvida por nós dois.


O tempo passou,
jamais poderemos dizer quantos carinhos
jamais poderemos definir tanto amor
embalados pelo suave cheiro da madrugada.


Hoje sabemos que o sabor existe em cada um de nós
em cada poro de nossos corpos existe um pouco de nós
podemos ainda hoje sentir a leve brisa a nos tocar.


Leve brisa, é como se fosse caricias trocadas por nós dois,
uma noite linda, madrugada orvalhada,
quanto amor e o sonho de nós dois,
hoje ainda existe esse amor e sabemos disso.


A noite se foi e veio o sol,
sol brilhante, descobrindo-nos, desaconchegando-nos
tirou-nos de nosso ninho, a realidade voltou,
                 mas o sonho não acabou e ainda hoje vive
                                                           dentro de nós dois.




ZAURALEYNE . . . . .

terça-feira, 29 de novembro de 2011

ONTEM, HOJE.




Ontem fui feliz contigo
hoje sou muito mais com outro,
ontem tive sonhos lindos contigo
hoje tenho a incerteza com outro.



Ontem aprendi amar contigo
hoje aprendi o valor do ódio com outro,
ontem não pensava em sofrimento
hoje o sofrimento faz parte de minha vida.


Ontem tudo era um mar cor de rosa
hoje tiro os espinhos para passar,
ontem o amanhã não me preocupava
hoje luto para ver o amanhã.


Ontem eu sorria limpidamente
hoje meu sorriso é amargo.
No meu rosto as primeiras marcas do tempo
surgem discretamente, precoces com os sofrimentos diários.


Ontem só o presente contava
hoje nem presente passado ou futuro conta, somente o momento,
hoje sinto-me cansada e envelhecida
nada mais me surpreende no dia a dia.


Se me amam ou me deixam é o cotidiano;
ontem pensei que o amanhã seria lindo
hoje sei que é uma sujeira
com amor ou sem amor tudo ficou igual.


Ontem odiava a partida dos dias
hoje adoro vê-los passar rápidamente
ontem só amei a liberadde
hoje amo um homem que prende meu amor.


Ontem existia compreeensão
hoje somente há reclamações,
afinal, ontem, hoje, tudo muda
é a lei da vida, preço alto e sem reconciliação.



ZAURALEYNE . . . . .

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

EU TE AMEI.




Eu te amei na vez primeira daquele derradeiro
                                                          encontro
te amei como se ama as coisas belas da vida
te amei para nunca mais amar ninguém.


Eu te amei beijando teus lindos e doces lábios
te amei ao tocar teu corpo trêmulo pelo toque de
                                                          minhas mãos
te amei ao acordar ao teu lado e perceber que
                                            adormeci junto de ti.


Eu te amei com a loucura dos deuses
te amei com o desespero dos impios
te amei, como te amei.


Te amei como jamais alguém ousou amar
                                                 no mundo
te amei livre, sem pretenção
te amei com loucura para te perder com
                                  desespero sem igual.


Eu te amei, como te amei
eu te perdi, como sobreviver
eu te amei, eu te perdi.




ZAURALEYNE . . . . .

TE OFEREÇO AMOR.




O que tenho para te oferecer
é tudo o que jamais entenderás,
um amor muito bonito
amor de todo, puro e singelo.


Queria ser para ti como a eternidade
um completo encontro com a felicidade
junto com esse amor que tenho para te oferecer.


Queria que fosses meu doce pecado em meu
                                                reino de amor,
aprendi a amar teus defeitos e ver melhor tuas
                                                    qualidades,
escutar teu riso tão lindo
ser teu amor para toda a eternidade.


Queria ser parte de teu lindo sorriso cheio de sonhos
ser acalento para teus devaneios,
queria que finalmente entendesses que
o que te ofereço é o grande amor que tenho por ti.




ZAURALEYNE . . . . .