domingo, 20 de abril de 2014

SIMPLES AO SIMPLES



SIMPLES AO SIMPLES


Não somente momentos felizes
Também argumentos infelizes
Com segmentos de saudades
Com requintes de crueldade.


Ao porvir de tantos passos
Os caminhos flagelados de estrelas
Dos arrebatados golpes da vida
Num desespero de esperas sem fim.


Simples derrotas que acabaram com vidas
Simples assim, sem mandar um aviso
Simples em chegar destruir e partir
Devolvendo o simples ao simples simplesmente.


Alvoroço de encontros e desencontros
Fazendo um revoar de pássaros na vida pungente
A repetir o simples de um ato de arrebatamento
Na simples inocência de uma ajuda tardia.

Golpes certeiros destruíram os momentos,
Esperanças simples chegaram verdadeiras
Aconteceu o tão esperado momento
E a vida outrora arrebatada se revigora agora.

Simples dos simples momentos
Encanta agora as jornadas vindouras
Encantando simplesmente quem deve encantar
Sabedora a vida que hoje ensina a amar.

ZauraLeyne



2 comentários:

  1. A sabedoria da vida e um execício!
    continue com essa sabedoria!

    ResponderExcluir